Como não se endividar

As dívidas são um compromisso de pagamento no futuro. Ou seja, usar cartão de crédito, pedir empréstimo ou utilizar o cheque especial. Já a inadimplência é o não comprimento do pagamento destas despesas.

Para que as dívidas sejam evitadas, é importante seguir alguns passos básicos no dia dia:

Definição de orçamento

Quando o orçamento disponível fica claro, a definição dos gastos mensais pode ser adequada. Ou seja os gastos não essenciais devem ser cortados para que não se tornem dívidas.

Evite o cartão de crédito e o cheque especial

O uso do crédito deve ser feito apenas em casos de extrema necessidade. O cartão de crédito, por exemplo, pode ajudar em compras de alto valor agregado, ou seja, itens de maior preço que podem ser parcelados.

Utilizar o cartão no dia a dia pode prejudicar o orçamento disponível, e em caso de descontrole, tornar-se uma dívida com incidência de altas taxas de juros.

Já o cheque especial pode ser utilizado quando o salário está prestes a cair, mas uma conta precisa ser paga dentro do vencimento.

Portanto, evite o uso dessas opções mesmo que o crédito pareça parte do seu orçamento.

Controle suas dívidas

Existem diversas formas de controle de orçamento, como aplicativos para controlar dívidas, planilhas até o bom e velho caderno de despesas.

O mais importante é que essa visão seja muito clara para que surpresas desagradáveis não ocorram durante o ano.

#COMPARTILHE

Termos de busca

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.